Ideia Ampla | por Paulinha Dias: Quem educa seu filho?

Quem educa seu filho?




Considerada um dos maiores meios de comunicação e informação, acessível a nove em cada dez brasileiros, torna-se a mais nova vilã de nossa contemporaneidade.As pessoas ficam mais tempo sentadas em frente a uma televisão do que conversando com amigos e familiares. 

É comum vermos famílias, que dizem com orgulho que reúnem-se todos os dias para assistir, uma novela ou um programa qualquer.Telespectadores passivos, que assimilam tudo o que é transmitido, sem nenhum senso critico. 

Nunca as pessoas estiveram tão próximas uma das outras, e ao mesmo tempo tão distantes.Hoje tornou-se fácil saber o que se acontece do outro lado do mundo, mas não há essa mesma facilidade em saber-se, o que acontece em nossas casas, com a nossa família e principalmente, com os nossos filhos.

A televisão nos apresenta um estereótipo, um padrão de vida que poucos tem condição de manter; e as pessoas buscam esse padrão a qualquer custo, passando por cima de seus valores e princípios fundamentais. 

Famílias desestruturadas, jovens anoréxicos,valorização da promiscuidade, incentivo ao racismo e preconceito, manipulação politica, tudo isso e muito mais é proposto pela televisão, e nós cidadãos não nos manifestamos a esse respeito. Tornamo-nos cúmplices e o pior somos nós, os coo-particionadores dessa trivialidade. 

Os pais deixam seus filhos horas e horas em frente a televisão, sem fazer previamente um controle sobre quais os programas mais adequados a faixa etária, deixando isso a mercê de "sei lá quem"; há ainda aqueles que fazendo mimos a seus filhos, colocam televisões em seus quartos, esquecendo-se de os acompanharem para tirarem eventuais duvidas. 

Os pais educam, a escola educa e a “televisão”, faz com que toda essa educação desapareça, programando as nossas crianças há serem grandes capitalistas/consumistas em potencial. 

Em quantos formos negligentes a respeito da programação televisiva e indiferente ao que acontece em nossas famílias,os problemas de nossa sociedade tenderão a piorar.O dialogo é saudável, e não pode ser deixado em segundo plano, ter um olhar critico é indispensável e não podemos deixar que outrem ditem o que é melhor e necessário para que tenhamos uma vida com qualidade.



Comentários do facebook
5 Comentários do Blogger

5 comentários:

  1. Adorei o tema de sua redação, hoje em dia a televisão está manipulando as pessoas e elas nem percebem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HUMHUM, acho que elas percebem mas acabam fazendo vista grossa.

      Excluir
  2. A mídia televisiva, principalmente, possui uma capacidade avassaladora para influir nos elementos constitutivos da opinião e padrões existenciais.
    Poderosas empresas de comunicações, beneficiando-se da pouca percepção crítica dos brasileiros, utilizam mecanismos sutis no intuito de impor ideias e formas comportamentais. Alienados, os telespectadores agem condicionados pelas imposições midiáticas, ampliando, por conseguinte, o poder nefasto das grandes empresas de telecomunicações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alienados!Você disse tudo a mídia faz das pessoas marionetes.As grandes empresas de comunicação pouco se importam para onde caminha a humanidade e utilizam dos meios de comunicação para impor a sociedade os padrões comportamentais, e a anedota é que depois estas mesmas os criticam."São muito ingenuas! Nem percebem o que estão fazendo."

      Muito obrigada pela visita Ismael!

      Um xero..

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *