Ideia Ampla | por Paulinha Dias: A Pequena Sereia (Contos de Fadas em suas versões originais - Hans Christian Andersen)

A Pequena Sereia (Contos de Fadas em suas versões originais - Hans Christian Andersen)

Ariel?Não, não.
Essa pequena sereia aqui não tem nome é apenas a mais nova princesa do fundo do mar, suponho que o autor não lhe deu um nome para que ela possa ser : Maria, Fernanda, Luana ou qualquer outro nome que o leitor quiser lhe dar.

Não é exatamente um conto para criancinhas, mas um texto para que as pessoas realmente possam refletir. Fiquei realmente surpreendida com a história, pois sempre imaginei que a história original da "Pequena Sereia" fosse como vi nos filmes e livros de histórias infantis.

Então imaginem minha surpresa, quando conheci a história como foi originalmente escrita. Essas histórias de "A pequena sereia" que vemos em livros infantis, são apenas verões da verdadeira e sinceramente prefiro a verdadeira; mas para criancinhas é bom continuarmos com as versões.


Essa história de "A pequena sereia", faz parte do livro Conto de Fadas em suas versões originais do escritor Hans Christian Andersen; li este livro por uma indicação de amiga e me apaixonei. O livro pode-se encontrar em versão gratuita para baixar ou ler online no site Le-Livros, (bendito site esse, rsrs). O livro é composto de várias outras histórias em versões originais, são contos rápidos e de fácil leitura, mas estou lendo um de cada vez e com muita calma, para saborear bem as histórias.

Não posso nem falar muito do conto, para não contar demais! rsrs

Mas resumidamente o livro fala sobre uma pequena sereia que se apaixonou por um homem e que para conseguir conquistar o seu coração abandonou sua família e sua vida cheia de regalias.

A leitura do livro me fez pensar sobre quantas vezes nos sacrificamos e dedicamos a alguém que por mais simpático e gentil que seja não é capaz de reconhecer e/ou valorizar nossos sacrifícios. Abandonamos nossas famílias para viver algo com que sonhamos, fazemos as pessoas que nos amam sofrer por verem que não estamos conseguindo alcançar o que tanto queremos, nos iludimos e quando conseguimos enxergar a verdade(se conseguirmos enxerga-la) às vezes é tarde demais.

Não estou dizendo aqui que homens não se entregam ou se sacrificam por amor, só que vejo mais mulheres fazendo isso. Mulheres que mesmo com corações partidos, continuam ali firmes e fortes com um sorriso nos lábios, mas que por dentro o coração está em pedaços.

E outra coisa que esse conto disse para mim(rsrs): só quem ama é capaz de fazer sacrifícios por você! E sua família mesmo com todos os desentendimentos, é a unica que realmente consegue sentir a suas dores e celebrar as suas vitórias.


Pessoal, acho que estou um pouquinho dramática!! kkkk
Como o conto é pequeno, leiam e depois me contem o que acharam!
Um xero! Até a próxima.





Comentários do Facebook
0 Comentários do Blogger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *