Ideia Ampla | por Paulinha Dias: Resenha - A luz através da janela - Lucinda Riley

Resenha - A luz através da janela - Lucinda Riley




Titulo: A luz através da janela
Autora: Lucinda Riley
ISBN- 978-85-8163-114-1
Editora Novo Conceito
Ano 2012
Edição: 1
Número de páginas: 544

Resenha- O nascimento de Emilie fora apenas uma necessidade de produzir um herdeiro para a linhagem dos “De la Martinières”; quando Emilie nasceu seu pai já tinha 60 anos, sua mãe Valérie a tratava da mesma maneira que os cães, só era conduzida aos aposentos da mãe quando isto lhe era do agrado, todo o carinho que a mãe lhe dava era automático e parecia não haver sentimentos.

Emilie não herdara a elegância e nem a facilidade de se socializar da mãe, era apenas uma garota introvertida e desengonçada que não levava jeito para dançar nem para tocar piano, apesar de ter tentado durante a infância e adolescência para agradar a mãe.

O mundo em que Valérie vivia não tinha espaço para Emile; seu pai Édouard apesar de ser um homem bondoso e amável, passava a maior parte do tempo no Chânteau, trancafiado na biblioteca com sua coleção de livros raros em quanto Emilie tinha que acompanhar a mãe nos bailes e reuniões.

Para Emilie nunca lhe faltou nada relacionado a bens materiais já que a família “De la Martinières” possuía uma grande fortuna e muito prestigio na sociedade, contudo a única coisa que Emilie desejava não podia ter, que era o carinho e atenção de sua mãe.

No leito de morte da Valérie, Emilie não compreendia quais eram os sentimentos que alimentava em relação aquela pessoa que a única coisa que fez foi coloca-la no mundo. Valérie nunca se esforçou para ser uma boa mãe e chegou até mesmo a negligenciar cuidados a saúde da filha para não deixar de frequentar um de seus bailes, o que trouxe consequências irremediáveis para Emilie  aumentando a magoa que sentia por sua mãe.

Como única herdeira da família Emilie De la Martinières, mesmo sentindo-se confusa e frágil tinha que tomar decisões referentes a assuntos familiares que nunca havia pensado. Foi nessa atmosfera emocional que ocasionalmente conheceu Sebastian, um homem muito bonito que lhe ajudou a resolver vários problemas que estavam lhe “tirando o sono”. Após pouco mais de 8 meses ele pediu-a em casamente e resolveram se unir através de uma cerimonia bem simples, com a presença apenas das testemunhas.

Enquanto a reforma do Chânteau estava em andamento, ela foi passar uns dia na Inglaterra na mansão Blackmoor Hall e teve uma surpresa ao descobrir que Sebastian tinha um irmão morando na casa que era tetraplégico e que  segundo Sebastian havia causado bastantes problemas nos últimos anos.

Entre Sebastian e Emilie havia um elo que ligava-os, Costance Carruthers avó de Sebastian  fora uma velha amiga de seu pai Édouard De la Martinières, o velho Jacques conhecia toda a história e começou lhe contar que Costance conheceu seu pai durante a 2ª guerra mundial e que ela foi uma mulher incrível.

Graças a história que Jacques estava contando sobre sua família Emilie começou a compreender um pouco mais do seu presente e descobriu coisas extraordinárias sobre a sua tia Shopia que ao viver o um grande amor mudou completamente a história dos De la Martinières.

O passado estava mais presente na vida de Emilie do que ela poderia imaginar, “conhecer o passado seria a chave para libertar seu futuro”; ela precisava descobrir a verdadeira história de sua família e desvendar  quem era realmente o homem com quem se casou.


Mais uma vez a Editora Novo Conceito esta de parabéns, o livro “ A luz através da Janela” tem uma diagramação impecável, a capa do livro é linda e não tem aquele probleminha que acontece com alguns livros que tem mais de 100 páginas que conforme vamos lendo a capa vai ficando feia e estragando.

Quando olhei para o livro a primeira vez me deu um pouquinho de preguiça devido a quantidade de folhas, mas a história é tão boa que nas primeiras 20 páginas já estamos apaixonados pela historia e não conseguimos mais parar, lemos um capitulo pensando no que irá acontecer no próximo.

No decorrer da leitura por incrível que pareça o livro vai ficando cada vez melhor. O fato de ser uma história dentro da outra, dá um toque muito especial a leitura, as passagens são bem marcadas evitando qualquer tipo de confusão que venha comprometer o entendimento da história.

- Se recomendo? Claro, mal acabei de ler o livro e já estou com vontade de ler novamente!


Conheça os lançamentos da editora:




Comentários do facebook
10 Comentários do Blogger

10 comentários:

  1. Que história!!!!Gostaria muito de ler esse livro.
    Ahh, Ana vc tb é muito especial , foi um presente conhecer vc através de seu blog em 2012. Que seu 2013 seja o ano que seus objetivos se realizem. Bjkas, fica com Deus

    ResponderExcluir
  2. Que livro interessante, não o conhecia ainda! Gosto dessas histórias de romance, segredos, revelações... rs!
    Beijinhos!
    Giulia - prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  3. É o segundo livro que leio dela, o anterior A Casa das Orquídeas foi belissimamente bem escrito e agora comecei a ler esse.
    A autora realmente sabe como prender o leitor, há muitos mistérios, segredos, enfim. Espero o melhor desse livro!
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Acabei de ler A Casa das Orquideas, é um livro maravilhoso, li em apenas alguns dias. Muito bem escrito, fiquei muito interessada em conhecer A Tailandia, enfim o livro me prendeu do inicio ao fim

    ResponderExcluir
  5. Andressa Vasconcelos7 de janeiro de 2013 17:51

    ótimo livro!

    ResponderExcluir
  6. Bem legal, ainda não li o primeiro livro dela, mas pretendo ler clarro.

    ResponderExcluir
  7. Uma história com dramas e romances e com segredos. Parece uma boa história, mas a personagem não parece ser muito carismática não e não é aquele tipo de personagem que te prende a história.

    ResponderExcluir
  8. Quero muito ler esse livro pois eu amei A Casa das orquídeas da mesma autora .....

    ResponderExcluir
  9. Eu gostei da história mais pelo jeitinho antigo. E também porque li o ultimo livro da autora lançado pela editora ano passado. Foi bom, aposto que esse também é.

    ResponderExcluir
  10. Eu acho a Lucinda uma fofa, já falei um vez com ela. E quero muito ler os dois livros dela lançados aqui no Brasil.
    http://leituramagnifica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *