Ideia Ampla | por Paulinha Dias: Personagens da Minha Vida - Lila Azevedo

Personagens da Minha Vida - Lila Azevedo




“De cientista e louco, nessa vida todo mundo tem um pouco.”

Resenha: Esse livro relata causos que a autora presenciou em sua vida, de pessoas tachadas pela sociedade como “loucas”. Escrito de forma simples e cativante a autora nos fala sobre as lições de vida que aprendeu com essas pessoas que perambulavam pela nossa querida Itororó e que muitas vezes era motivo de chacota.

O livro tem inicio com uma tentativa de colocar seus dois filhos Rudá e Itan para dormirem, cansada de contar historias que eles pouco conheciam e que estavam distante da realidade, resolve remexer a memória e narrar para os filhos histórias e causos de “Personagens” que conheceu quando criança e que  influenciara na construção de vários personagens em sua carreira como atriz e ao longo de sua vida. Além das estórias fazerem com que as crianças se divertissem também as ensinava a respeitar as diferenças físicas e psicológicas entre as pessoas.

Um livro de bolso, de edição modesta, engraçado e de fácil leitura. Foi uma leitura muito prazerosa e uma forma de conhecer um pouco mais dos personagens de Itororó. Alguns desses personagens conheci, como no caso de Cida que faleceu há pouco tempo. Tive o prazer de participar de uma oficina de teatro com Lila Azevedo, e realmente ela é uma figura, de talento impressionante e muita disposição.


Sobre a autora:

Lila Azevedo, baiana filha de Itororó, 43 anos, concluiu o curso de magistério em 1986.Viajando para Salvador em 1987, onde participou de uma oficina de teatro administrada por professores universitários.Em 1988 ingressou na UFBA(Universidade Federal da Bahia) no curso de Artes Cênicas(Interpretação Teatral).Neste mesmo ano foi selecionada para participar da oficina “O Teatro e a Nova Física” ministrado por Bia Lessa, no Teatro Castro Alves. Durante os anos de faculdade participou de várias peças, tais como: “A Roupa Nova do Rei”, “Arlequim, Servidor de Dois Patrões”, entre outras.

Participou do grupo de teatro infantil; “Corpo e Cuca”, por três anos, viajando por todo o país.Nos anos 90 fez parte do grupo “ Umbigo de Bezerro”, com seu teatro mambembe, viajando por dois anos com as peças: “Se o Ascendente de Mamãe Fosse Aquário” e “Enquanto a Era de Capricórnio Não Vem”.

Em São Paulo participou do curso de teatro “Per Soma” na Oficina Cultural Oswaldo de Andrade, entre outros. Hoje reside em Itororó, onde é presidente da Fundação Cultural Cabana da Ponte, pondo em prática tudo o que aprendeu lá fora.

Comentários do Facebook
0 Comentários do Blogger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *