Ideia Ampla | por Paulinha Dias: TRABALHO DECENTE

TRABALHO DECENTE



O trabalho dignifica o homem, fazendo-o se sentir útil e parte integrante da sociedade; mas nem sempre o trabalho promoveu o bem estar do ser humano, pois em meio a nossa sociedade as desigualdades sociais aumentaram e com isso também caiu à qualidade de vida do trabalhador.
Fazendo uma síntese da história do trabalho, observamos que no inicio da humanidade, recaia sobre o homem a responsabilidade pelo sustento da família, a mulher cabia-lhe o dever de cuidar dos filhos e dos afazeres domésticos; para o homem não poder sustentar a sua família era uma humilhação.
Com a revolução industrial mudaram se os paradigmas da sociedade, a mulher conseguiu entrar no mercado de trabalho, porém está não abandonara seus afazeres domésticos. Por ter mão de obra barata, mulheres e crianças conseguiam emprego com facilidade. Elas faziam trabalhos pesados e ganhavam muito pouco; a jornada de trabalho variava de 14 a 16 horas diárias para as mulheres, e de 10 a 12 horas por dia para as crianças. Aumentou-se a desigualdades sociais e a miséria entre a população, que em sua maior parte era analfabeta ou permaneceu pouco tempo nas escolas.

Durante esse período predominou o trabalho escravo, havia pessoas que não recebiam remuneração, trocavam seu trabalho por um lugar para morar e ou eram obrigadas a trabalhar por salários míseros, vivendo em condições subumanas.Os trabalhadores sofriam com assédios sexuais e morais, mas por medo de perderem seu emprego o único sustento de vida, consentiam esse comportamento.
Com a chegada do século XX, e o aumento dos sindicatos, corporações e associações que apoiavam o trabalhador, foram conquistados direitos que melhoraram sua situação como: redução da carga horaria de trabalho, salário minimo legal, licença remunerada, ferias anuais entre outras.
Segundo a OITA:
“A pesar da redução das brechas durante o período em análise, ainda perduram expressivas desigualdades de gênero e raça no mercado de trabalho, que contribuem decisivamente para a persistência de significativos déficits de trabalho decente entre mulheres e negros”.

Há uma disparidade muito grande entre os salários de homens e mulheres, e de homens brancos e homens negros, isso tudo provavelmente porque ainda está impregnado em nossas raízes o racismo e o preconceito, e por maiores que sejam as conquistas femininas a sociedade brasileira continua machista. Hoje em dia a um nível de desemprego entre jovens alarmante, sendo duas vezes maior que entre os adultos; além de ser inquietante a proporção de jovens que não estudam e nem trabalham,  a mesma vem apresentando grande resistência em declinar.
Quando referimo-nos a trabalho decente, estamos falando de "trabalho adequadamente remunerado, exercido em condições de liberdade , equidade e segurança, capaz de garantir uma vida digna."Nesse sentido o Admisnistrador exerce um papel de suma importancia, que é o de garantir que na sua empresa esses direitos sejam respeitados e concretizados.É necessário que as empresas de nosso país, vejam seus funcionarios com um olhar mais humano; promovendo o trabalho decente, só a empresa tem a ganhar, visto que funcionário que trabalha satisfeito torna-se eficiente e eficaz.
No Brasil a qualidade do trabalho vem melhorando muito, cada vez mais as pessoas estão tendo a oportunidade de conseguirem um emprego que garante uma melhor qualidade de vida.Diante desses progressos a também vários desafios, como erradicar o trabalho escravo e infantil, que é mais comum do que se pensa.
É importante enfatizar que a proteção social e um trabalho decente só alcança metade dos brasileiros, por conseguinte em nosso país a muito a ser feito para que toda a população possa usufruir do fruto de seu trabalho.

REFERENCIA


Autor: BERG, Janine; RIBEIRO, José; LUEBKER, Malte (Orgs.).Perfil do trabalho decente no Brasil.Organização Internacional do Trabalho.Brasília e Genebra: OIT,2009.


(MTE) MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. Trabalho decente.Disponível em: <http://portal.mte.gov.br/i-cnetd/i-cnetd/trabalho-decente.htm>. Acesso em 04 de out de 2011.


INFOESCOLA. Revolução Industrial. Disponível em:<http://www.infoescola.com/historia/revolucao-industrial/>. Acesso em: 04 de out de 2011.

Leia Também
2leep.com

Comentários do facebook
4 Comentários do Blogger

4 comentários:

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *