Ideia Ampla | por Paulinha Dias: Espelho

Espelho




Diante do espelho, vejo passar o tempo
as lembranças do que fui,
os anseios da adolescência.
Marcas de uma vida, com poucas ilusões.
Marcas de uma vida, desprovida de amor.

Meu semblante fatigado pelo cansaço,
meu semblante destruído pela dor.

Diante do espelho, vejo passar uma névoa escura
que esconde quem realmente sou.
Rugas...olheiras...escondem minha verdadeira face.
São marcas!
Marcas de uma vida, com poucas ilusões.
Marcas de uma vida, desprovida de amor.

Tic tac...o relógio não para
Tic tac...o tempo é cruel

Diante do espelho, vejo passar uma vida
Tic tac...Tic tac...Tic tac...
Uma vida que ainda não tive tempo de viver.


(Paula Dias)



Comentários do facebook
2 Comentários do Blogger

2 comentários:

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *