Ideia Ampla | por Paulinha Dias: Quiça educação!!

Quiça educação!!




Desde os tempos mais primórdios a educação esteve presente na vida das pessoas, porém não de uma forma institucionalizada, esta acontecia naturalmente; as pessoas com mais conhecimento compartilhavam seu saber com os mais novos.

A educação é uma forma de equipará a sociedade, ela orienta-nos a conviver bem e auxilia no processo de socialização.A escola surge como uma forma de tornar todos iguais, de facilitar o método de transmissão de conhecimento, democratizando o saber.

A partir do momento que surgiu às classes sociais, apareceu também as diferentes formas de educar, educava-se: dominados e dominadores.O espaço onde deveria se propagar a igualdade, tornou-se um ambiente que promovia a exclusão social.

As pessoas vindas de famílias que detinham um maior poder aquisitivo, era oferecida uma educação libertadora que ás educava para a vida, já as mais pobres, apenas se instruía para o trabalho ensinando o necessário."As armas não tinham conseguido submetê-los a não ser parcialmente; foi à educação que os domou."( Plutarco).”( p.53)
Logo, a educação passou a ser um dever do estado, todos deveriam ter o direito a educação:

"Art. 41. A educação constitui dever da União, dos Estados, do Distrito Federal, dos Territórios, dos Municípios, das empresas, da família e da comunidade em geral, que entrosarão recursos e esforços para promovê-la e incentivá-la.”(p.57)

Porém essa educação oferecida a todos de forma imparcial, não era tão imparcial assim; os governantes a manipulavam, ensinava-se o que o estado achava que era correto ensinar, fazendo que as pessoas se tornarem cada vez mais alienadas.

Essas informações são de quase um século atrás, mas percebemos que as mesmas questões continuam a atormentar muitos educadores e especialistas.

Educar para igualdade de oportunidade.Como? Se a cada dia a sociedade se torna mais exclusiva e elitista. Os “poderosos” não querem pessoas com um pensamento livre, querem pessoas para serem dominadas.

A educação tão arcaica ainda continua ingênua, e os déspotas se aproveitam disso para usufruir do poder. Que rumo tomar a educação? É a pergunta que não se cala.

Será que é necessário retrocedermos e ensinarmos como os índios faziam em sua aldeias? Não é minha intenção instigar polêmicas, mas fazer-nos repensar esse assunto, que se não é o mais importante do mundo contemporâneo, está entre os que poderia transformar a sociedade.

REFERENCIA

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. O que é educação. São Paulo: Brasiliense, 2007.Ed.49.(Coleção primeiros passos).


Comentários do facebook
2 Comentários do Blogger

2 comentários:

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *